Em caso de transferência ou conclusão do Ensino Secundário, os equipamentos atribuídos pelo Programa Escola Digital, deverão ser integralmente devolvidos à escola, nomeadamente:
» Computador;
» Transformador/Carregador;
» Equipamento de conetividade (incluindo cabo de ligação USB);
» Cartão SIM completo;
» Mochila;
» Auscultadores 
» Embalagem completa e respetivos suportes internos.

AGENDAMENTO

Para a entrega do do equipamento é obrigatório agendamento. O mesmo deve ser solicitado para o email Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. com o assunto “Escola Digital”.
 

DEVOLUÇÃO

» A devolução deverá ser realizada pelo Encarregado de Educação, caso do aluno menor, ou pelo aluno quando maior;
» No ato da devolução será efetuada uma verificação do funcionamento dos equipamentos;

De acordo com o Decreto-Lei n.º 75/2008, de 22 de abril, na redação dada pelo Decreto-Lei n.º 137/2012, de 2 de julho, os alunos devem estar representados no Conselho Geral – Órgão responsável pela definição das linhas orientadoras da atividade da Escola.


No Conselho Geral têm assento dois representantes dos alunos, com um mandato de dois anos. O mandato dos atuais representantes dos alunos terminou no final do ano letivo transato, pelo que é necessário proceder à eleição para o biénio 2020-2022. Assim, os alunos deverão candidatar-se, constituindo listas.

Consulta todas as informações em normas e calendarização.

 

  

Bolsas Sociais Epis

 

 (Candidaturas em: https://forms.gle/KV9JS434DqaJB7qYA)

No âmbito do plano de ação lançado para 2010-2012, a EPIS desenvolveu, em 2011, um programa de bolsas de estudo para alunos carenciados. As Bolsas Sociais EPIS – Escolas de Futuro foram desenhadas com 2 objetivos, permitindo compatibilizar o espírito dos 2 programas principais da EPIS no terreno: (1) prestar apoio a alunos carenciados ao longo do seu percurso no ensino secundário e universitário e (2) sinalizar boas práticas na promoção da inclusão social.

A partir de 2018 foi adionado mais 1 objetivo a este programa: (1) apoio à orientação e inserção de jovens com necessidades especiais a partir dos 15 anos.

No âmbito do programa das Bolsas Sociais EPIS, desde 2011, já foram contempladas 73 escolas e instituições pelas suas boas práticas de inclusão social e atribuidas 341 Bolsas Sociais, com o apoio de 90 Associados e Parceiros da EPIS, num investimento global de mais de 474 m€.

 

Divulgam-se os horários das turmas de ensino diurnoensino noturno e PLA.

Estes horários serão atualizados na página sempre que existam alterações significativas.

As Aprendizagens Essenciais são documentos de orientação curricular base na planificação, realização e avaliação do ensino e da aprendizagem, e visam promover o desenvolvimento das áreas de competências inscritas no Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória (http://www.anqep.gov.pt/perfil_dos_alunos.pdf).
  
Na sequência da homologação das Aprendizagens Essenciais para o ensino básico geral e para os Cursos Científico-Humanísticos do ensino secundário, está em curso um processo com vista à construção de Aprendizagens Essenciais para os Cursos Profissionais e para os Cursos Artísticos Especializados, reconceptualizando aquilo que é intrínseco e definidor nestas duas ofertas educativas e formativas. Para este efeito, foi produzido um documento enquadrador - Para a Construção de Aprendizagens Essenciais Baseadas no Perfil dos Alunos: Currículo do Ensino Secundário - Cursos Profissionais e Cursos Artísticos Especializados (2018) (http://www.anqep.gov.pt/Curriculo_ES_CP_CAE_Const_AE.PDF).
 
Com o objetivo de envolver a comunidade educativa, em particular as escolas (através dos órgãos de coordenação e supervisão pedagógica e orientação educativa) e os seus docentes no processo de definição das presentes Aprendizagens Essenciais, promove-se a sua consulta pública (http://www.anqep.gov.pt/default.aspx?cn=6719AAAAAAAAAAAAAAAAAAAA) no que se refere às disciplinas da componente de formação sociocultural e científica dos Cursos Profissionais e da componente de formação científica dos Cursos Artísticos Especializados do ensino secundário, bem como das disciplinas dos cursos básicos artísticos com continuidade em disciplinas da referida componente dos Cursos Artísticos Especializados.