Devido ao número significativo de alunos dos Cursos Profissionais que se encontram inscritos para realizar o exame de Português, informa-se que, entre as disciplinas de exame para acesso ao Ensino Superior deixou de ser obrigatório a realização deste exame, de acordo com o Decreto-Lei n.º 14-G/2020, de 13 de abril:

"Os alunos do ensino secundário dos cursos artísticos especializados, cursos profissionais, cursos científico-humanísticos na modalidade de ensino recorrente, cursos científico-tecnológicos com planos próprios da via tecnológica, que no final do 3.º período tenha aprovação a todas as disciplinas e queiram prosseguir estudos no ensino superior realizam apenas os exames finais nacionais que elejam como provas de ingresso para efeitos de acesso ao ensino superior".

Os alunos dos cursos profissionais, que não pretendam usar o exame de PORTUGUÊS como prova de ingresso, deverão, urgentemente, entrar em contacto, com os Serviços Administrativos da escola, para confirmarem a respetiva inscrição.

 

Atendendo à atual situação de emergência de saúde pública e ao conjunto de medidas excecionais e temporárias previstas no Decreto-Lei n.º 14-G/2020, de 13 de abril, para fazer face às consequências de natureza epidemiológica da doença COVID-19, o Instituto de Avaliação Educativa, I.P. (IAVE, I.P.), apresenta as soluções técnicas que visam dar resposta à realização de provas de avaliação externa e seu processo de classificação, garantindo aos candidatos as melhores condições de desempenho e de equidade na realização e na classificação das mesmas.

Consulte a informação complementar sobre os exames finais nacionais de 2020 aqui.

 

Divulga-se o mapa de exames do ensino recorrente por módulos capitalizáveis (não presencial) para a época de maio de 2020.

A divulgação deste mapa não dispensa a consulta do mesmo na escola.

 

Divulgam-se as novas orientações relativas ao processo de inscrição nas provas e exames do ensino secundário.

Até 11 de maio de 2020 (cf. n.º 6 do artigo 14.º do Decreto-Lei n.º 14-G/2020, de 13 de abril), TODOS os alunos têm de alterar a inscrição para os exames finais nacionais que já tenha sido efetuada, com vista à adaptação da inscrição às suas opções, exercidas nos termos do disposto no n.º 3 do artigo 8.º do normativo supracitado.

Entende-se como adaptação (ou alteração) o eliminar a inscrição num exame, o acrescentar a inscrição num exame, alterar a situação de interno (Sim para Não) e/ou alterar a situação de aprovação (Sim para Não). Assim:

  • O boletim já entregue irá ficar sem efeito.
  • Podem, se assim o entenderem, voltar a fazer alterações, e entregar novo boletim.

Documentos:

As orientações agora apresentadas poderão ser acompanhadas nas FAQ da DGE, especificamente dirigidas ao ensino secundário: https://www.dge.mec.pt/perguntas-frequentes-faqs.

 

Divulga-se e informa-se que o Despacho Normativo n.º 3-A/2020, de 5 de março, altera o Regulamento do Júri Nacional de Exames e aprova o Regulamento das Provas de Avaliação Externa e das Provas de Equivalência à Frequência dos Ensinos Básico e Secundário.

 

Informa-se que foi publicada a Deliberação n.º 262/2020, de que fixa os pré-requisitos exigidos para a candidatura à matrícula e inscrição no ensino superior no ano letivo de 2020-2021.

 

Informa-se da não utilização de dicionários nos exames nacionais de Línguas Estrangeiras, conforme Informação Complementar do IAVE.

Divulga-se a Circular S-DGE/2020/222 sobre a utilização de calculadoras nos exames nacionais de Economia A, de Física e Química A, de Matemática A, de Matemática B e de Matemática Aplicada às Ciências Sociais em 2019-2020.

 

Divulga-se o mapa de exames do ensino recorrente por módulos capitalizáveis (não presencial) para a época de janeiro de 2020.

A divulgação deste mapa não dispensa a consulta do mesmo na escola.

 

Informa-se que as provas de progressão modular dos cursos profissionais se realizam entre nos dias 9, 16, 23 e 30 de outubro, pelas 17 horas.

Cada aluno só pode realizar um máximo de 4 provas. No entanto, é permitida a admissão à prova os alunos que, não estando inscritos, tenham compatibilidade em termos de calendário para fazer a prova. Pelo que, terão de se dirigir à Secretaria para formalizar a inscrição nos módulos extra, até 2 dias úteis anteriores ao início da época de exames.

No caso de provas feitas através de trabalhos, a discussão dos mesmos será feita no dia agendado para a prova.

Nenhum aluno pode realizar duas provas no mesmo tempo, com exceção das provas práticas de educação física.

Calendário 9 de outubro

Calendário 16 de outubro

Calendário 23 de outubro

Calendário 30 de outubro